Saiba Mais


abr 23

Relacionamentos familiares: como reaprender a conviver

Nesse período de distanciamento social e de pandemia, a boa convivência é fundamental 

imagem de família

Como melhorar a convivência familiar?

 

Muitas famílias estão passando mais tempo juntas e, com isso, problemas de convivência podem a começar (re)surgir. A falta ou a dificuldade de diálogo entre familiares pode ficar mais clara nesse momento de distanciamento social e, por isso, apontar o que deve ser melhorado nas relações, seja entre o casal ou entre pais e filhos. Então, invés dessa convivência maior ser um problema tente ver como uma possibilidade de autoconhecimento e aprofundamento das relações.

Toda e qualquer relação, seja pessoal ou profissional, deve ser baseada no respeito e, isso só é possível se você conhece seus próprios limites. Quando você já reconhece os sinais de cansaço, sobrecarga e incômodos, por exemplo, é mais fácil dizer ao outro o que está sentindo mantendo a educação. Observar e conhecer as pessoas que convive também ajuda a identificar quando você também passou dos limites com o outro e corrigir.

O diálogo é fundamental para a boa convivência, porém é comum confundir diálogo com fala constante. Para acontecer um diálogo é necessário um tempo de escuta ativa de ambas partes e não só de fala, se você disse algo mas quando o outro está falando você está mais preocupado com seus próprios pensamentos e preparando uma resposta, isso não é escuta.  Parece simples dialogar mas não é!

Treine também a empatia tentando se colocar no lugar do outro. Algumas pessoas estão trabalhando de casa, cuidando dos filhos e também cuidando das tarefas domésticas e isso pode gerar uma sobrecarga. E também com essa situação da pandemia, a ansiedade, estresse, insegurança e incertezas com o futuro podem ficar mais afloradas então, não julgue ou relativize o que o outro está sentindo. Se você não souber como ajudar, auxilie a pessoa a procurar ajuda de um psicólogo, por exemplo.

Veja algumas dicas de convivência familiar:

  • Crie uma rotina e defina horários (trabalho, lazer, cuidado com a casa)
  • Divida tarefas
  • Converse sempre
  • Não cobre tanto de si e dos outros
  • Faça pausas sozinho
  • Mantenha contato com outras pessoas através de videochamadas, telefonemas, mensagens

Se possível fique em casa e cuide da sua saúde física e mental!

 

 

FacebookTwitterGoogle+Email