Saiba Mais


mar 27

Mulher e saúde mental

A saúde mental da mulher piorou com a pandemia

Sobrecarga é um fator constante na vida da mulher. (crédito: Unsplash)

A mulher sofre com sobrecarga de trabalho, principalmente por causa do trabalho “invisível”, como cuidado com a casa, com os filhos e alimentação. A sociedade como um todo acaba por entender que o trabalho de cuidado é feminino, que normalmente não é renumerado, e isso afeta sim a saúde física e mental.

O Estudo Longitudinal da Saúde do Adulto (Elsa-Brasil) realizado pela Fiocruz (veja aqui) publicou ano passado que:
🔹as mulheres em home office trabalharam, em média, 4 horas a mais
🔹quase 30% das mulheres tiveram insônia
🔹24% das participantes tiveram sintomas de depressão
🔹20% de ansiedade
🔹17% de estresse
🔹25% se sentiram mais sozinhas
Também cabe falar da economia do cuidado que 76% é feito por mulheres, segundo a Organização Internacional do Trabalho. Isso significa quase dobro de horas que os homens se dedicam ao trabalho doméstico, conforme os dados do IBGE de 2019 (veja reportagem aqui).
E, sabe o que tudo isso pode resultar? Em Burnout. Para saber mais sobre  a Síndrome de Burnout, veja aqui: Burnout afeta a saúde mental
Por isso, mulher, reconheça seus limites, divida as tarefas, compartilhe responsabilidades e peça ajuda sempre que precisar. Cuide-se!
FacebookTwitterGoogle+Email